Arquivos
 12/06/2011 a 18/06/2011
 05/06/2011 a 11/06/2011
 29/05/2011 a 04/06/2011
 22/05/2011 a 28/05/2011
 15/05/2011 a 21/05/2011
 08/05/2011 a 14/05/2011
 01/05/2011 a 07/05/2011
 24/04/2011 a 30/04/2011
 17/04/2011 a 23/04/2011
 10/04/2011 a 16/04/2011
 03/04/2011 a 09/04/2011
 27/03/2011 a 02/04/2011
 20/03/2011 a 26/03/2011
 13/03/2011 a 19/03/2011
 06/03/2011 a 12/03/2011
 27/02/2011 a 05/03/2011
 20/02/2011 a 26/02/2011
 13/02/2011 a 19/02/2011
 06/02/2011 a 12/02/2011
 30/01/2011 a 05/02/2011
 23/01/2011 a 29/01/2011
 16/01/2011 a 22/01/2011
 09/01/2011 a 15/01/2011
 26/12/2010 a 01/01/2011
 19/12/2010 a 25/12/2010
 12/12/2010 a 18/12/2010
 05/12/2010 a 11/12/2010
 28/11/2010 a 04/12/2010
 21/11/2010 a 27/11/2010
 14/11/2010 a 20/11/2010
 07/11/2010 a 13/11/2010
 31/10/2010 a 06/11/2010
 24/10/2010 a 30/10/2010
 17/10/2010 a 23/10/2010
 10/10/2010 a 16/10/2010
 03/10/2010 a 09/10/2010
 26/09/2010 a 02/10/2010
 19/09/2010 a 25/09/2010
 12/09/2010 a 18/09/2010
 05/09/2010 a 11/09/2010
 29/08/2010 a 04/09/2010
 22/08/2010 a 28/08/2010
 15/08/2010 a 21/08/2010
 08/08/2010 a 14/08/2010
 01/08/2010 a 07/08/2010
 25/07/2010 a 31/07/2010
 18/07/2010 a 24/07/2010
 11/07/2010 a 17/07/2010
 04/07/2010 a 10/07/2010
 27/06/2010 a 03/07/2010
 20/06/2010 a 26/06/2010
 13/06/2010 a 19/06/2010
 06/06/2010 a 12/06/2010
 30/05/2010 a 05/06/2010
 23/05/2010 a 29/05/2010
 16/05/2010 a 22/05/2010
 09/05/2010 a 15/05/2010
 02/05/2010 a 08/05/2010
 25/04/2010 a 01/05/2010
 18/04/2010 a 24/04/2010
 11/04/2010 a 17/04/2010
 04/04/2010 a 10/04/2010
 28/03/2010 a 03/04/2010
 21/03/2010 a 27/03/2010
 14/03/2010 a 20/03/2010
 07/03/2010 a 13/03/2010
 28/02/2010 a 06/03/2010
 21/02/2010 a 27/02/2010
 14/02/2010 a 20/02/2010
 07/02/2010 a 13/02/2010
 31/01/2010 a 06/02/2010
 24/01/2010 a 30/01/2010
 10/01/2010 a 16/01/2010
 03/01/2010 a 09/01/2010
 27/12/2009 a 02/01/2010
 13/12/2009 a 19/12/2009
 06/12/2009 a 12/12/2009
 29/11/2009 a 05/12/2009
 22/11/2009 a 28/11/2009
 15/11/2009 a 21/11/2009
 08/11/2009 a 14/11/2009
 01/11/2009 a 07/11/2009
 25/10/2009 a 31/10/2009
 18/10/2009 a 24/10/2009
 11/10/2009 a 17/10/2009
 04/10/2009 a 10/10/2009
 27/09/2009 a 03/10/2009
 20/09/2009 a 26/09/2009
 13/09/2009 a 19/09/2009
 06/09/2009 a 12/09/2009
 30/08/2009 a 05/09/2009
 23/08/2009 a 29/08/2009
 16/08/2009 a 22/08/2009
 09/08/2009 a 15/08/2009
 02/08/2009 a 08/08/2009

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis
 Terras de Cabral
 Gerald Thomas
 BLOG DOS QUADRINHOS
 BLOG DO SÉRGIO DÁVILA
 Ilustrada no Cinema
 Almir Feijó
 Blog do Solda
 PARALAXE - Rafael Barion
 Grupo Delírio Cia. de Teatro
 Omelete - sua cozinha pop
 Cronópios - literatura e arte no plural
 Paulo Biscaia
 Casa da Maitê




A ETERNIDADE E UM DIA Edson Bueno
 


EM VIAGEM

Este blogueiro também é ator e estará viajando com o espetáculo “O Evangelho Segundo São Mateus” pelo oeste do Paraná, a partir de hoje. Então que este blog ficará sem atualizações até o dia 2 de novembro! Merda pra mim, para o elenco e equipe técnica. Que arrasemos!



Escrito por Edson Bueno às 17h29
[] [envie esta mensagem
]





THIS IS IT

 

No início do “documentário” sobre os ensaios do último show de Michael Jackson, um letreiro avisa: “Para os fãs”. E diz tudo. É preciso ter amado Michael Jackson para compreender o evento. Como este é o meu caso, só posso dizer que o filme tem muitas, muitas, muitas coisas boas... mas acima de tudo é EMOCIONANTE!!!



Escrito por Edson Bueno às 17h13
[] [envie esta mensagem
]





ENTÃO É HOJE !!!

Vamos ver?



Escrito por Edson Bueno às 09h20
[] [envie esta mensagem
]





VOCÊ CONHECERÁ UM ALTO E SOMBRIO ESTRANHO

 

O novo filme do incansável Woody Allen já tem título: “You Will Meet A Tall Dark Stranger”! E, embora não seja um diretor de arrasa quarteirões, o velho Woody sempre consegue elencos impressionantes. Nesse novo filme, que estreia em 2010, ele tem no elenco Antonio Banderas,  Josh Brolin, Anthony Hopkins, Naomi Watts e Freida Pinto (belíssima e revelada em “Quem Quer Ser o Milionário?).  Isso é que é moral!

 

 

Conversa com Woody Allen.

Eric Lax: Você faz alguma coisa para se manter em forma como ator?

Woody: Não. Para mim é moleza. Não é representar. Você pode ligar a câmera agora e eu faço o meu papel. Essa é a beleza de não ter talento nenhum. Meu alcance é reduzido. Não é preciso absolutamente nenhuma atuação. (...) Digo para todos os atores que trabalham comigo não se preocuparem com o diálogo, para falarem do jeito que quiserem falar. Sei que com isso vou garantir uma certa credibilidade na tela. Uma porção de atores diz: “As suas palavras são muito melhores do que eu diria”. E na verdade não são. O que eles dizem tem muito mais impacto no público. Mas eles não confiam em si mesmos para isso.



Escrito por Edson Bueno às 11h28
[] [envie esta mensagem
]





O INCONSCIENTE É PORNOGRÁFICO!

 

Nem vale a pena reafirmar aqui que eu sempre tenho um pé atrás com o Lars Von Trier, porque fui assistir “AntiCristo” e não consegui desgrudar os olhos da tela. Não sei se é porque psicologia me interessa tanto e acredito tanto nela, que o mergulho obsessivo do senhor Lars nas sombras da mente me deixou tão à vontade na poltrona do cinema. Imagens deslumbrantes à parte, tratar do inconsciente é isso mesmo: um coquetel indigesto de violência, psicose, culpa, morte, loucura, sadismo, masoquismo e... sexo! Lars Von Trier mexe com minhas convicções! Quero, sinceramente, me irritar com ele, mas o cara, de repente, assim, sem mais nem menos aparece com um filme provocativo, instigante e inquieto! Só não é um limite entre o que é arte e o que não é, porque vivemos uma época de extremo cinismo e descrença. Com “AntiCristo” ele, em pleno início do século, tangencia  grandes artistas da obsessão em diversas áreas, como Edgar Allan Poe, Ingmar Bergman, Kubrick, Salvador Dali, Bosch e Tarkovski, a quem ele dedica o filme. É desagradável, perigoso e, claro, ousado, tentar, mais com imagens que com palavras, refletir sobre o que somos. Qual é a porcentagem de carne e alma que faz um homem? Perguntinha quase idiota, mas, quando separa ciência e arte, mães da criação e da descoberta, Tarkovski, diz que ao contrário da primeira, a arte tem a pretensão de explicar toda a existência humana em uma única obra. Então, que a liberdade poética e a subjetividade são qualidades, nunca defeitos e muito menos inocências. Muitas frases definem este filme esplendoroso, mas a mais violenta é dita por Charlotte Gainsbourg, numa interpretação além do bem e do mal: “a natureza é a igreja de Satanás!” E sim, porque tudo que é natureza, com o que ela carrega de caos, vai contra Deus e sua ideia de perfeição. O homem tem medo do caos e, por conseqüência, tem medo dele mesmo! A perfeição na natureza é a própria imperfeição, e qualquer grito de gozo ou de ódio tem a mesma força e o mesmo significado que um terremoto que mata em segundos, dezenas de homens, mulheres, crianças e animais. Tudo é a mesma coisa diante da natureza, embora o homem, com sua ilusão espiritual e católica (?) tenta acreditar que, por existir Deus e a racionalidade, não está à mercê do imponderável. Lars Von Trier com sua broca/câmera caminha na direção do desconhecido e se permite criar imagens caóticas e pensar pensamentos desconexos e chocantes. Já se disse que se o ser humano aceitasse Freud, ele não seria necessário. Mas aceitar Freud é aceitar a sua leitura da sombra e o homem quer viver na luz, fazendo de conta que a sombra não existe. Mas existe! Bobagem afirmar que “AntiCristo” é um filme para ser visto com olhos simbólicos. Claro, óbvio! E só é um filme de terror, porque, embora real, muitos de nossos pesadelos, que são parte de nosso ser, são tenebrosos. E muitos de nossos desejos também o são. E muitas de nossas ações, vividas e pensadas, mais ainda! O que pensou em “Dogville”  sobre as relações humanas, Lars Von Trier o faz em “AntiCristo” sobre o homem e ele mesmo, na individualidade de seu silêncio e no medo de ser ele próprio. É verdade, Freud tinha razão: “A repressão sexual é o alicerce da civilização!” Então, que na escuridão do inconsciente, o homem retorna ao animal. Porque um cachorro trepando com uma cadela no meio da rua, diante de toda uma civilização, não tem nada de pornográfico, mas um homem trepando com uma mulher tem! O mistério da condição humana é, ainda, um sonho/pesadelo e alguns artistas, malucos, ensandecidos, corajosos, têm a coragem de transformá-lo em poesia. Caso do senhor Lars Von Trier e seu brilhante e inigualável “AntiCristo”!



Escrito por Edson Bueno às 00h47
[] [envie esta mensagem
]





A MEDIDA DO PRAZER

"CINDERELA" - Grupo afinadíssimo!!!

 

Os atores fazem. “E fez-se o verbo!” Pode-se brincar com as palavras e dizer: “fez-se o ator”. Porque eles caminham pelo palco, ora lentos, ora rápidos, ora com os músculos rígidos, numa in-tenção carregada de presença, ora saltam serelepes, ora choram e gritam e dizem qualquer coisa (que é a palavra/linguagem!) com a certeza de deuses mitológicos! Ora dançam leves e pesados, e às vezes fingem que dançam, porque não dançam, mas dançam. Vão preenchendo o espaço com ideias em forma de harmonias e atonalidades; e acertam em cheio, quando criam mundos e se entregam à fantasia. Acontece sim, um teatro além da racionalidade e longe da afetação egocêntrica. Um teatro para o público! Fui assistir a dois espetáculos completamente diferentes (ainda bem!), neste final de semana: “Toda Nudez Será Castigada”, de Nelson Rodrigues, com direção do Paulo de Moraes, e “Cinderela”, um espetáculo para crianças, com direção do Maurício Vogue. Encantei-me com os dois. E toda vez que penso que não gosto de teatro (como espectador), me surpreendo de sorriso largo e felicidade, diante dessa gente, que dança na loucura e toca a quarta dimensão, como disse uma vez o Dr. René Dotti! Mas falo dos atores, quando penso também nos diretores (os dois!), competentíssimos e artistas até a última raiz de cabelo. O Paulo consegue a proeza dificílima de inventar um novo espaço, um novo tempo, uma nova realidade, além da compreensível e permitir aos seres, os atores/personagens, recriarem absolutamente tudo o que é humano. A humanidade em tintas fortíssimas. Artística! O teatro numa essência expressionista! O espetáculo dá a Nelson Rodrigues e sua palavra, a real e subjetiva dimensão do trágico, do patético, do cômico, do cínico, do violento e do belo! É um furacão de beleza e um vórtice de feiúra! Patrícia Selonk está acima dos mortais, porque inventa uma Geni, que nos faz esquecer a criação eterna de Darlene Glória, mas não por isso, e sim, pelo toque de paixão, doçura, inocência, demência e pureza que desfila em cada gesto, palavra e ação. Entre as paredes do tempo (num cenário belíssimo!) e a luz do calor e da crueldade, “Toda Nudez Será Castigada” é o inferno! Pois bem, isso foi na sexta-feira, porque no sábado fui ao Teatro Regina Vogue ver o teatro para crianças (há muito que, na cronologia, não sou mais, porém, esperto, sou sempre... na inocência!) e à medida em que “Cinderela” evoluía, eu ia me refestelando na poltrona, pleno de prazer com um elenco que montava e desmontava cenas, vivíssimos, crentes de que a história de Cinderela é um divertido pretexto para a farsa e para a diversão. Em resumo, o elenco faz e acontece! Tomam conta do teatro como tem que ser e, em mínimos espaços de rígida coreografia, criam e transformam palavras, sons, movimentos e cantos em novidades coloridíssimas, de encher os olhos! Eu diria que é teatro adulto para crianças! Ou seria teatro para crianças feito por adultos crianças? “Crianções” seria a palavra exata! E percebe-se que a magia não passa apenas pelo espírito artístico (que o Maurício e seu elenco têm de sobra!), mas também pelo espírito brincalhão! É a história infantil que todos conhecemos, desprovida de preconceitos e pretensões. Enfim, foi um final de semana de puro prazer. Fecho meus olhos para dormir de mais um domingo, pleno de felicidade, porque dois espetáculos me dão a certeza de que o teatro continua vivíssimo! No palco e no meu coração!!!



Escrito por Edson Bueno às 22h23
[] [envie esta mensagem
]





O PASSO SUSPENSO DA CEGONHA

Theo Angelopoulos

 

- Quando a terra começar a queimar, porque se aproximou demais do sol, as pessoas de nosso planeta terão que partir. Será o começo da “grande migração”, como será conhecida na história. As pessoas deixarão os seus lares, com todos os meios disponíveis e todos se reunirão no deserto do Saara. Lá, uma criança estará empinando uma pipa, bem alto no céu. E todas as pessoas, jovens e velhas, irão segurar a linha e toda a humanidade viajará pelo espaço em busca de outro planeta. Alguns estarão segurando uma plantinha, outros uma rosa, um punhado de grama, ou um animal recém nascido. E alguns carregarão todos os livros de poesia já escritos pelo homem. Será uma jornada muito longa.

 

- E como essa jornada terminará?



Escrito por Edson Bueno às 01h31
[] [envie esta mensagem
]



 
  [ Ver arquivos anteriores ]