Arquivos
 12/06/2011 a 18/06/2011
 05/06/2011 a 11/06/2011
 29/05/2011 a 04/06/2011
 22/05/2011 a 28/05/2011
 15/05/2011 a 21/05/2011
 08/05/2011 a 14/05/2011
 01/05/2011 a 07/05/2011
 24/04/2011 a 30/04/2011
 17/04/2011 a 23/04/2011
 10/04/2011 a 16/04/2011
 03/04/2011 a 09/04/2011
 27/03/2011 a 02/04/2011
 20/03/2011 a 26/03/2011
 13/03/2011 a 19/03/2011
 06/03/2011 a 12/03/2011
 27/02/2011 a 05/03/2011
 20/02/2011 a 26/02/2011
 13/02/2011 a 19/02/2011
 06/02/2011 a 12/02/2011
 30/01/2011 a 05/02/2011
 23/01/2011 a 29/01/2011
 16/01/2011 a 22/01/2011
 09/01/2011 a 15/01/2011
 26/12/2010 a 01/01/2011
 19/12/2010 a 25/12/2010
 12/12/2010 a 18/12/2010
 05/12/2010 a 11/12/2010
 28/11/2010 a 04/12/2010
 21/11/2010 a 27/11/2010
 14/11/2010 a 20/11/2010
 07/11/2010 a 13/11/2010
 31/10/2010 a 06/11/2010
 24/10/2010 a 30/10/2010
 17/10/2010 a 23/10/2010
 10/10/2010 a 16/10/2010
 03/10/2010 a 09/10/2010
 26/09/2010 a 02/10/2010
 19/09/2010 a 25/09/2010
 12/09/2010 a 18/09/2010
 05/09/2010 a 11/09/2010
 29/08/2010 a 04/09/2010
 22/08/2010 a 28/08/2010
 15/08/2010 a 21/08/2010
 08/08/2010 a 14/08/2010
 01/08/2010 a 07/08/2010
 25/07/2010 a 31/07/2010
 18/07/2010 a 24/07/2010
 11/07/2010 a 17/07/2010
 04/07/2010 a 10/07/2010
 27/06/2010 a 03/07/2010
 20/06/2010 a 26/06/2010
 13/06/2010 a 19/06/2010
 06/06/2010 a 12/06/2010
 30/05/2010 a 05/06/2010
 23/05/2010 a 29/05/2010
 16/05/2010 a 22/05/2010
 09/05/2010 a 15/05/2010
 02/05/2010 a 08/05/2010
 25/04/2010 a 01/05/2010
 18/04/2010 a 24/04/2010
 11/04/2010 a 17/04/2010
 04/04/2010 a 10/04/2010
 28/03/2010 a 03/04/2010
 21/03/2010 a 27/03/2010
 14/03/2010 a 20/03/2010
 07/03/2010 a 13/03/2010
 28/02/2010 a 06/03/2010
 21/02/2010 a 27/02/2010
 14/02/2010 a 20/02/2010
 07/02/2010 a 13/02/2010
 31/01/2010 a 06/02/2010
 24/01/2010 a 30/01/2010
 10/01/2010 a 16/01/2010
 03/01/2010 a 09/01/2010
 27/12/2009 a 02/01/2010
 13/12/2009 a 19/12/2009
 06/12/2009 a 12/12/2009
 29/11/2009 a 05/12/2009
 22/11/2009 a 28/11/2009
 15/11/2009 a 21/11/2009
 08/11/2009 a 14/11/2009
 01/11/2009 a 07/11/2009
 25/10/2009 a 31/10/2009
 18/10/2009 a 24/10/2009
 11/10/2009 a 17/10/2009
 04/10/2009 a 10/10/2009
 27/09/2009 a 03/10/2009
 20/09/2009 a 26/09/2009
 13/09/2009 a 19/09/2009
 06/09/2009 a 12/09/2009
 30/08/2009 a 05/09/2009
 23/08/2009 a 29/08/2009
 16/08/2009 a 22/08/2009
 09/08/2009 a 15/08/2009
 02/08/2009 a 08/08/2009

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis
 Terras de Cabral
 Gerald Thomas
 BLOG DOS QUADRINHOS
 BLOG DO SÉRGIO DÁVILA
 Ilustrada no Cinema
 Almir Feijó
 Blog do Solda
 PARALAXE - Rafael Barion
 Grupo Delírio Cia. de Teatro
 Omelete - sua cozinha pop
 Cronópios - literatura e arte no plural
 Paulo Biscaia
 Casa da Maitê




A ETERNIDADE E UM DIA Edson Bueno
 


A DEUSA!!!

 

Penélope Cruz, mais deusa que nunca, em NINE, de Rob Marshall. No YouTube, um carinho de menos de um minuto, que é um arraso!!!

 

http://www.youtube.com/watch?v=uKYXTiT-rPQ



Escrito por Edson Bueno às 12h31
[] [envie esta mensagem
]





SINAL DOS TEMPOS

 

Pois então que fechou o Cine Luz. O último cinema de rua de Curitiba. O que dizer? Que se você resolver (e puder) dar um longo passeio a pé por New York, e se já passeou por lá há uns 15 anos, vai ver que em Manhattan também não tem sido muito diferente. Belos cinemas de rua da Big Apple fecharam em definitivo. Será que o Cine Paris, ao lado do Plaza Hotel, onde há 10 anos assisti “A Vida É Bela”, do Benigni, ainda existe? Talvez. Não procurei saber. Mas o nosso Cine Luz, onde há alguns poucos dias assisti “Morango e Chocolate” o pequeno diamante cubano, cerrou suas portas. Onde os mendigos irão dormir à noite? E fazer seu xixizinho quase escondido? Ninguém mais quer saber da rua, todo mundo quer conforto e qualidade. Enfim, não há casamento que suporte a falta de dinheiro. E convenhamos, o Cine Luz, de gloriosa resistência e de uma bela fachada, andava carente de tudo. E se uns cinemas charmosos como os do Shopping Batel, que também exibem os chamados “filmes de arte” estão sobrevivendo sabe-se lá como, o que diremos nós do minúsculo Cine Luz? Foi-se como tudo tem ido. Não é nem o caso de lamentar porque a marcha do progresso é implacável e tudo pode parecer romantismo de fachada, porque afinal de contas, tirando esse meu programa cubano, há muito tempo não entrava lá. Mas há que lamentar a marcha da ignorância, a mesma marcha que vai tornando escassos os lançamentos de cinemas que falam outras línguas que não a inglesa. Porque no mesmo dia em que fecha o Cine Luz (uma lágrima...) o blockbuster “2012”, do Roland “apocalíptico” Emmerich, estreia em nada menos que 26 salas de cinema de Curitiba. Quem consegue encarar uma parada dessas? Como disse Machado de Assis: “Há na passagem do tempo e no movimento da vida, alguma coisa que fica e muito que desaparece.” Então, bye, bye Cine Luz!!!



Escrito por Edson Bueno às 02h07
[] [envie esta mensagem
]





O CLICK DO CHICO!

Chico Nogueira fotografou a nova temporada de “O Evangelho Segundo São Mateus”, do Grupo Delírio no Teatro José Maria Santos. E apareceu esta foto, belíssima, de expressões profundas e verdades sinceras! Regina Bastos e Guilherme Fernandes vivendo “O Oitavo Poema do Guardador de Rebanhos”, do Fernando Pessoa. Lindos, abertos, iluminados!



Escrito por Edson Bueno às 08h10
[] [envie esta mensagem
]





FICANDO VELHO

 

Quando você se olha no espelho e consegue perceber não apenas a imagem falsa que ele reflete, mas aquela que está do outro lado, aquela que surgiria límpida caso o espelho partisse, a resposta pode bem ser um leve toque de conservadorismo. Dia desses o Caetano Veloso chamou o Woody Allen de reacionário e careta, após a revisão de alguns de seus filmes. Talvez. Woody Allen gosta de jazz e de relações afetivas que duram a eternidade, mesmo que seja em apenas um dia. E eu penso que, de verdade, quando o tempo passa, muitas das novidades parecem inúteis e chegam mesmo a encher o saco! Sobre o que estou falando? Fui assistir “Os Fantasmas de Scrooge”, do chatíssimo Robert Zemeckis em 3D – Imax! Aquela tela mágica, gigantesca (nem sei direito qual é o seu tamanho!) parecia uma porta para o passado. Sensação que não tive, por exemplo, assistindo na mesma sala a “Michael Jackson´s This Is It”, em 2-D! E a experiência da terceira dimensão bateu sempre em mim (nesse filme) como um ruído, uma interferência, um pedrinha no sapato. Ao meu lado uma senhora à beira do histérico, gritava e ria, agarrando-se ao namorado, como se estivesse numa montanha russa radical de Orlando. Pra que tanto? Pensei. Pois bem, o filme é uma bobagem enfadonha e neurótica. A adaptação do conto de Charles Dickens perde completamente o charme e a fantasia, substituídos por gritarias e correrias e efeitos rocambolescos de enjoar o estômago. E a animação, “captada de imagens reais” é tosca. As feições e expressões humanas são risíveis e todo o resto (direção de arte, música, fotografia, etc) é uma cachoeira “kitsch”, que até poderia ser “linguagem” não estivéssemos diante de um diretor sem o menor espírito artístico. Apenas um espetáculo populacho e sensacionalista. Mas, e por que me senti um conservador assistindo a essa baba? Talvez na relação com o Imax 3D. Acompanhando pela mídia os próximos filmes que virão, tipo “Avatar”, de James Cameron ou “Alice No País das Maravilhas”, do Tim Burton, todos anunciados em “maravilhoso 3D!”, experimento uma perigosa sensação de que talvez preferisse assisti-los em 2D. Mesmo sabendo que ao serem concebidos para a tal terceira dimensão, ficam empobrecidos em planos e seqüência, todas que viram um clichê de imagens atiradas em sua direção, primeiros planos em movimento, terceiros planos desfocados, etc e tal, forçando a sensação e deixando tudo, tudo, absolutamente igual. Até que uma tecnologia bem mais alta assuma o controle desse experimento, o 3D vai ser sempre uma redução, uma mutilação. Uma volta no tempo. Tudo é concebido para o efeito e se, tecnicamente, a coisa complica; conceitualmente o exercício da concepção é facilitado e o diretor vira só mais um parafuso na engrenagem do entretenimento fugaz. Ok! Os cinemas precisam estar cheios e o público precisa de novidades que o tirem da frente da televisão. Reconheço. Mas...



Escrito por Edson Bueno às 08h13
[] [envie esta mensagem
]





CARTAZ

Novo cartaz para “Alice No País das Maravilhas”, de Tim Burton.



Escrito por Edson Bueno às 07h20
[] [envie esta mensagem
]





O MURO

 

Oscar Wilde disse certa vez: “É muito perigoso pensar demais em símbolos, deixa a vida muito triste.” Estava certo. Pois bem, faz 20 anos que desmoronou o Muro de Berlim! Se alguém me perguntasse qual foi o acontecimento mais importante que eu presenciei em minha vida (e foram tantos, nacionais e internacionais) e responderia de pronto: “A Queda do Muro de Berlim!. Porque sou, de cara limpa, um humanista. Sou, simplesmente sou. E assistindo pela televisão, na época, não parava de chorar. Não pensava em política, não pensava em revoluções, não pensava em comunismo nem em capitalismo ou em democracia. Não pensava em Karl Marx (um dos meus ídolos!) e não pensava em Ronald Reagan ou George W. Bush. Pensava em pessoas! E até hoje quando me lembro daquele momento, a voz embarga e as lágrimas rolam. Então que, das memórias desses 20 anos passados, tenho lido muita coisa. E é só articulista, jornalista e cronista dizendo que o Muro de Berlim era um “símbolo da divisão entre capitalismo e comunismo”, “um símbolo da separação entre exploração do homem pelo homem e a utopia”, um “símbolo entre ditadura e democracia”, um “símbolo do fracasso do comunismo”, etc e tal. Não sei, mas acho que um dos maiores defeitos das leituras históricas é reduzir o Muro de Berlim a significados. Não! Eu acho que o Muro até pode ter muitos significados simbólicos. Mas o melhor é pensá-lo da maneira mais simples e objetiva: O Muro de Berlim era um muro! E pronto. Um muro real, concreto, violento, grosseiro, vergonhoso! Um muro que separava pessoas da mesma nação e que lhes tolhia a liberdade. Era assim... simplesmente UM MURO! E ponto final. E caiu!



Escrito por Edson Bueno às 11h45
[] [envie esta mensagem
]





PERFUMES E GOSTOS

 

Luis Antonio é um amigo de muitos, muitos anos e muitas, muitas histórias. Não é um mistério ou um enigma indecifrável, é alguém que percorreu longos e profundos caminhos e foi (vai!), arte aqui, elegância ali, bom gosto aqui, originalidade ali, encontrando sentidos especiais para viver a vida que o destino e seus compridos dedos escreve. Mas, por que o Luis Antonio nesse início de domingo? Sei lá. Ontem à noite fui jantar em sua casa e se a casa do Luis, no Bigorrilho (Champagnat!) já é um estímulo aos olhos e ao sentimento de conforto e prazer, a sua paixão pela criatividade e pelas coisas que os homens escrevem, desenham e compõem aparece em cada livro novo que ele nos apresenta ou em sutis e delicados detalhes que surgem, como inspiração, na decoração da sua sala. É, o Luis Antonio é um cara pra lá de especial! Então que se não é uma esfinge cheia de segredos, é uma esfinge cheia de personalidade que se estimula pelo que o homem cria de melhor e deixa que o estímulo transforme seu trabalho e seu modo de viver. E claro, o Luis Antonio adora cozinhar. E mais, diria que ele adora inventar a cozinha. Começa sempre por uma receita e vai acrescentando nela pequenas sutilezas de especiarias e delicadezas que alteram o perfume da cozinha e estimulam nossas excitadas papilas gustativas. E da mesma forma que faz com as cores, as tintas e mil e um materiais que fazem a sua arte, ele brinca deliciosamente com ingredientes. Em resumo o cardápio foi uma salada de folhas acompanhada de palmitos assados e nuca de porco. Quem estava lá pode contar se não estiver se desmanchando em almofadas e tentando manter no corpo as sensações que a combinação de gostosuras provocou e insiste em permanecer no espírito.  É uma mistura combinada, equilibrada, debochada, bem humorada, maliciosa e artística de carne, aniz estrelado, cardamomo, paixão, insenso de relva tibetana, música, pimenta, mel, sorrisos, cachaça da Paraíba, vinho frisante italiano, vaidade, chocolate amargo, sorvete, frutas delicadamente fritas, açúcares, inteligência, sorrisos, amor, elegância e prazer de viver. São horas que nunca deveriam passar, acompanhadas da Drica, do Cairo, dos momentos presentes, dos passados e das coisas incríveis que dão sabor e perfumes especialíssimos à vida dos que sabem viver. Pra completar este post de apaixonamento, vale lembrar que dia desses, num outro jantar tão milionário (no espírito dos sentidos!) quanto o da noite passada, o Luis e sua máquina fotográfica do outro mundo, tirou uma foto minha que (acho!) é uma das mais bacanas que alguém já registrou do meu sorriso. Claro, a foto continua em sua máquina, como um outro mistério. Um dia, quando ele compreender o manual (da máquina, não da vida!) vai transferi-la para o computador e eu poderei publicar, talvez neste blog, onde na minha expressão está registrado o prazer em compartilhar da sua amizade e da sua beleza.



Escrito por Edson Bueno às 10h16
[] [envie esta mensagem
]





OS MELHORES FILMES EUROPEUS DE 2009!

 

A Academia Européia de Cinema anunciou os seis filmes indicados a “Melhor Filme Europeu de 2009”.  Dos grandes destaques do ano ficaram de fora “AntiCristo” e “Los Abrazos Rotos”, embora Lars Von Trier e Pedro Almodóvar tenham sido indicados ao prêmio de Melhor Diretor. Tomas Alfredson e Stephen Daldry ficaram de fora das indicações, enquanto seus filmes (“O Leitor” e “Deixa Ela Entrar”)  aparecem entre os melhores. É claro que o grande favorito é “The White Ribbon”, de Michael Haneke, vencedor em Cannes e candidato seguro a vários prêmios, inclusive, ao Oscar.

 

EUROPEAN FILM 2009

Fish Tank, UK, written and directed by Andrea Arnold

Låt den Rätte Komma In (Let the Right One in/Deixa Ela Entrar), Sweden, directed by Tomas Alfredson

Un Prophete (A Prophet), France, directed by Jacques Audiard

The Reader (Der Vorleser/O Leitor), Germany, UK, directed by Stephen Daldry

Slumdog Millionaire (Quem Quer Ser o Milionário?), UK, directed by Danny Boyle

Das Weisse Band (The White Ribbon), Germany, Austria, France, Italy, directed by Michael Haneke

 



Escrito por Edson Bueno às 08h21
[] [envie esta mensagem
]



 
  [ Ver arquivos anteriores ]