Arquivos
 12/06/2011 a 18/06/2011
 05/06/2011 a 11/06/2011
 29/05/2011 a 04/06/2011
 22/05/2011 a 28/05/2011
 15/05/2011 a 21/05/2011
 08/05/2011 a 14/05/2011
 01/05/2011 a 07/05/2011
 24/04/2011 a 30/04/2011
 17/04/2011 a 23/04/2011
 10/04/2011 a 16/04/2011
 03/04/2011 a 09/04/2011
 27/03/2011 a 02/04/2011
 20/03/2011 a 26/03/2011
 13/03/2011 a 19/03/2011
 06/03/2011 a 12/03/2011
 27/02/2011 a 05/03/2011
 20/02/2011 a 26/02/2011
 13/02/2011 a 19/02/2011
 06/02/2011 a 12/02/2011
 30/01/2011 a 05/02/2011
 23/01/2011 a 29/01/2011
 16/01/2011 a 22/01/2011
 09/01/2011 a 15/01/2011
 26/12/2010 a 01/01/2011
 19/12/2010 a 25/12/2010
 12/12/2010 a 18/12/2010
 05/12/2010 a 11/12/2010
 28/11/2010 a 04/12/2010
 21/11/2010 a 27/11/2010
 14/11/2010 a 20/11/2010
 07/11/2010 a 13/11/2010
 31/10/2010 a 06/11/2010
 24/10/2010 a 30/10/2010
 17/10/2010 a 23/10/2010
 10/10/2010 a 16/10/2010
 03/10/2010 a 09/10/2010
 26/09/2010 a 02/10/2010
 19/09/2010 a 25/09/2010
 12/09/2010 a 18/09/2010
 05/09/2010 a 11/09/2010
 29/08/2010 a 04/09/2010
 22/08/2010 a 28/08/2010
 15/08/2010 a 21/08/2010
 08/08/2010 a 14/08/2010
 01/08/2010 a 07/08/2010
 25/07/2010 a 31/07/2010
 18/07/2010 a 24/07/2010
 11/07/2010 a 17/07/2010
 04/07/2010 a 10/07/2010
 27/06/2010 a 03/07/2010
 20/06/2010 a 26/06/2010
 13/06/2010 a 19/06/2010
 06/06/2010 a 12/06/2010
 30/05/2010 a 05/06/2010
 23/05/2010 a 29/05/2010
 16/05/2010 a 22/05/2010
 09/05/2010 a 15/05/2010
 02/05/2010 a 08/05/2010
 25/04/2010 a 01/05/2010
 18/04/2010 a 24/04/2010
 11/04/2010 a 17/04/2010
 04/04/2010 a 10/04/2010
 28/03/2010 a 03/04/2010
 21/03/2010 a 27/03/2010
 14/03/2010 a 20/03/2010
 07/03/2010 a 13/03/2010
 28/02/2010 a 06/03/2010
 21/02/2010 a 27/02/2010
 14/02/2010 a 20/02/2010
 07/02/2010 a 13/02/2010
 31/01/2010 a 06/02/2010
 24/01/2010 a 30/01/2010
 10/01/2010 a 16/01/2010
 03/01/2010 a 09/01/2010
 27/12/2009 a 02/01/2010
 13/12/2009 a 19/12/2009
 06/12/2009 a 12/12/2009
 29/11/2009 a 05/12/2009
 22/11/2009 a 28/11/2009
 15/11/2009 a 21/11/2009
 08/11/2009 a 14/11/2009
 01/11/2009 a 07/11/2009
 25/10/2009 a 31/10/2009
 18/10/2009 a 24/10/2009
 11/10/2009 a 17/10/2009
 04/10/2009 a 10/10/2009
 27/09/2009 a 03/10/2009
 20/09/2009 a 26/09/2009
 13/09/2009 a 19/09/2009
 06/09/2009 a 12/09/2009
 30/08/2009 a 05/09/2009
 23/08/2009 a 29/08/2009
 16/08/2009 a 22/08/2009
 09/08/2009 a 15/08/2009
 02/08/2009 a 08/08/2009

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis
 Terras de Cabral
 Gerald Thomas
 BLOG DOS QUADRINHOS
 BLOG DO SÉRGIO DÁVILA
 Ilustrada no Cinema
 Almir Feijó
 Blog do Solda
 PARALAXE - Rafael Barion
 Grupo Delírio Cia. de Teatro
 Omelete - sua cozinha pop
 Cronópios - literatura e arte no plural
 Paulo Biscaia
 Casa da Maitê




A ETERNIDADE E UM DIA Edson Bueno
 


SOBRE TODAS AS MORTES

Sempre gostei de filmes simples, tristes e íntimos, que descrevem algum tipo de mergulho interior difícil de ser percorrido, porque cada passo é um avanço para o espinho. O sangue corre, as lágrimas rolam e o caminho vai deixando mais feridas que cicatrizes. Assim é “O Mensageiro/The Messenger”, filme de estreia de Oren Moverman (um dos roteiristas de “Não Estou Lá”, de Todd Haynes). Indo direto ao assunto, o filme conta a história de dois militares com o mesmo trabalho: informar em primeira mão a morte de soldados no Iraque a seus parentes. Um deles, jovem (Ben Foster), recém chegado da guerra; o outro maduro (Woody Harrelson) não sabe o que é um combate, mas conhece a morte pela dor que ela provoca. Os dois desesperançados e esvaziados de fé e sentido para a vida. É um serviço que, segundo o manual, deve ser executado com imparcialidade e frieza, como se fosse possível ficar impassível diante dos diversos tipos de reações dolorosas e imprevisíveis vividas pelos parentes, diante dos olhos dos mensageiros. O veterano (Harrelson) ensina a técnica ao novato (Foster); e à medida que o novato avança para o trabalho, todas as outras mortes vão dando as caras: as mortes em combate e as outras, as perdas que são impostas pela vida e as que são necessárias para que o tempo siga seu curso e a carne não apodreça. Os dois atores estão simplesmente excepcionais! Foster constrói um jovem marcado pelo sofrimento de ver a guerra com os próprios olhos e seus efeitos destruidores, como por exemplo, ter presenciado seus companheiros dilacerados por bombas inimigas; e Harrelson é o veterano que se agarra à farda e ao dever para fugir da solidão e de uma vida sem outro sentido que não o de levar a pior notícia a quem nunca viu na vida. São dois homens vazios de alegria e felicidade; e plenos de miséria, dor, frustração e raiva. Seu encontro é contado pelas mãos de um diretor suave (alguns poderiam dizer lento...) e preocupado com as mínimas emoções e as sutis reações que descrevem profundidades intocáveis. Em meu ponto de vista, “O Mensageiro” é um filme sobre a dor, ou melhor, sobre todas as dores; principalmente as inevitáveis. Talvez fosse difícil para um brasileiro, curitibano e artista como eu, entender profundamente as mazelas sociais e psicológicas provocadas pela guerra (rotina na vida de um americano), mas esse filme transcende seu tema e, sinceramente, fala das fragilidades perdidas e reencontradas além das armaduras. Recuperar a esperança e a vida pode até ser difícil, mas é a única saída. Woody Harrelson e Ben Foster, com suas criações irrepreensíveis e grandiosas dão uma aula de interpretação e oferecem ao público uma raríssima viagem pelas humanidades. Grande pequeno filme!



Escrito por Edson Bueno às 01h26
[] [envie esta mensagem
]



 
  [ Ver arquivos anteriores ]