Arquivos
 12/06/2011 a 18/06/2011
 05/06/2011 a 11/06/2011
 29/05/2011 a 04/06/2011
 22/05/2011 a 28/05/2011
 15/05/2011 a 21/05/2011
 08/05/2011 a 14/05/2011
 01/05/2011 a 07/05/2011
 24/04/2011 a 30/04/2011
 17/04/2011 a 23/04/2011
 10/04/2011 a 16/04/2011
 03/04/2011 a 09/04/2011
 27/03/2011 a 02/04/2011
 20/03/2011 a 26/03/2011
 13/03/2011 a 19/03/2011
 06/03/2011 a 12/03/2011
 27/02/2011 a 05/03/2011
 20/02/2011 a 26/02/2011
 13/02/2011 a 19/02/2011
 06/02/2011 a 12/02/2011
 30/01/2011 a 05/02/2011
 23/01/2011 a 29/01/2011
 16/01/2011 a 22/01/2011
 09/01/2011 a 15/01/2011
 26/12/2010 a 01/01/2011
 19/12/2010 a 25/12/2010
 12/12/2010 a 18/12/2010
 05/12/2010 a 11/12/2010
 28/11/2010 a 04/12/2010
 21/11/2010 a 27/11/2010
 14/11/2010 a 20/11/2010
 07/11/2010 a 13/11/2010
 31/10/2010 a 06/11/2010
 24/10/2010 a 30/10/2010
 17/10/2010 a 23/10/2010
 10/10/2010 a 16/10/2010
 03/10/2010 a 09/10/2010
 26/09/2010 a 02/10/2010
 19/09/2010 a 25/09/2010
 12/09/2010 a 18/09/2010
 05/09/2010 a 11/09/2010
 29/08/2010 a 04/09/2010
 22/08/2010 a 28/08/2010
 15/08/2010 a 21/08/2010
 08/08/2010 a 14/08/2010
 01/08/2010 a 07/08/2010
 25/07/2010 a 31/07/2010
 18/07/2010 a 24/07/2010
 11/07/2010 a 17/07/2010
 04/07/2010 a 10/07/2010
 27/06/2010 a 03/07/2010
 20/06/2010 a 26/06/2010
 13/06/2010 a 19/06/2010
 06/06/2010 a 12/06/2010
 30/05/2010 a 05/06/2010
 23/05/2010 a 29/05/2010
 16/05/2010 a 22/05/2010
 09/05/2010 a 15/05/2010
 02/05/2010 a 08/05/2010
 25/04/2010 a 01/05/2010
 18/04/2010 a 24/04/2010
 11/04/2010 a 17/04/2010
 04/04/2010 a 10/04/2010
 28/03/2010 a 03/04/2010
 21/03/2010 a 27/03/2010
 14/03/2010 a 20/03/2010
 07/03/2010 a 13/03/2010
 28/02/2010 a 06/03/2010
 21/02/2010 a 27/02/2010
 14/02/2010 a 20/02/2010
 07/02/2010 a 13/02/2010
 31/01/2010 a 06/02/2010
 24/01/2010 a 30/01/2010
 10/01/2010 a 16/01/2010
 03/01/2010 a 09/01/2010
 27/12/2009 a 02/01/2010
 13/12/2009 a 19/12/2009
 06/12/2009 a 12/12/2009
 29/11/2009 a 05/12/2009
 22/11/2009 a 28/11/2009
 15/11/2009 a 21/11/2009
 08/11/2009 a 14/11/2009
 01/11/2009 a 07/11/2009
 25/10/2009 a 31/10/2009
 18/10/2009 a 24/10/2009
 11/10/2009 a 17/10/2009
 04/10/2009 a 10/10/2009
 27/09/2009 a 03/10/2009
 20/09/2009 a 26/09/2009
 13/09/2009 a 19/09/2009
 06/09/2009 a 12/09/2009
 30/08/2009 a 05/09/2009
 23/08/2009 a 29/08/2009
 16/08/2009 a 22/08/2009
 09/08/2009 a 15/08/2009
 02/08/2009 a 08/08/2009

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis
 Terras de Cabral
 Gerald Thomas
 BLOG DOS QUADRINHOS
 BLOG DO SÉRGIO DÁVILA
 Ilustrada no Cinema
 Almir Feijó
 Blog do Solda
 PARALAXE - Rafael Barion
 Grupo Delírio Cia. de Teatro
 Omelete - sua cozinha pop
 Cronópios - literatura e arte no plural
 Paulo Biscaia
 Casa da Maitê




A ETERNIDADE E UM DIA Edson Bueno
 


POSTER QUE VALE A PENA POSTAR

Será que a Glenn Close ganha o Oscar?



Escrito por Edson Bueno às 17h55
[] [envie esta mensagem
]





CÓPIA FIEL

O filme europeu de Abbas Kiarostami, com a maravilhosa Juliette Binoche, é muito, muito simples, mas de uma composição altamente sofisticada. E por ter sido feito por um diretor que elegeu o absoluto realismo como linguagem, disseca os relacionamentos humanos com poesia crua, mas nem por isso menos humana. É um filme humano e quanto mais investe nos olhos e na expressão de Juliette Binoche, mais humano e verdadeiro fica. É um cinema de conteúdo, mas que ao optar por uma mis-en-scene, repleta de detalhes que dizem tanto dos personagens quanto eles próprios, comunica uma coisa com as palavras e outra com as imagens. Muitas vezes uma se contrapõem à outra, mas em certos momentos as imagens dão o equilíbrio, digamos assim, esperançoso, à dolorosa experiência de compreender na carne, porque uma bela história de amor se transforma em absolutamente nada. E as palavras como as imagens nunca dizem tudo. Assim, buscando sentido para a vida, Kiarostami trabalha o tempo todo com oposições. Porque olhares são diferentes, porque enquanto algumas pessoas amadurecem, outras envelhecem. Porque viver o presente pode ser uma experiência profunda e delicada e também a simples observação de um possível fracasso de relações e o tempo que passa indiferente. Nesse sentido o filme, com sua aparência crua e desesperançada, lança uma luz maravilhosa às mil e uma possibilidades de viver intensamente a vida, no que ela tem de sorrisos e lágrimas. Não quero contar de sua história porque essa também é uma aventura para ser experimentada nos mínimos detalhes por algum espectador curioso e paciente, mas vale dizer que é emocionante quando, até de forma inocente, diz da maravilhosa vida que pode ser vivida quando cada mínima porção dela é abraçada com sinceridade e amor. O hoje pode ser tudo, menos uma ilusão. E que atriz é Juliette Binoche!!! Que profunda experiência ela consegue exprimir com olhos de mulher! “Copia Fiel” pode provocar inúmeras interpretações, sejam elas fruto da forma masculina e da feminina de entender a vida; ou da relação emotiva e racional que podem determinar os destinos; ou até do que é certo ou errado na busca de amor e felicidade. Mais até... Mas importante mesmo é que faz uma humana reflexão sobre o tal amor, sem perder a noção da realidade. Não é um filme de ilusões, mas um filme de experiência. Como disse para o Diogo, na saída do cinema, um filme adulto para gente que já viveu e sabe “a dor e a delícia de ser o que se é”. Viver não é fácil, amar mais difícil ainda, e entender tudo isso uma tarefa quase impossível!



Escrito por Edson Bueno às 01h44
[] [envie esta mensagem
]



 
  [ Ver arquivos anteriores ]